Quais os melhores óleos para cozinhar?

Óleos hoje com base na composição e facilmente de ser encontrados pelo mercado, uma nutricionista, destaca quais são as melhores opções para se cozinhar. Ou seja, quais são os óleos que não são prejudiciais à nossa saúde quando aquecidos.

óleos para alimentação

Azeite de Oliva Virgem

É rico em gordura monoinsaturada e, quando for utilizado corretamente, contribuirá para a diminuição do mau colesterol e promove o aumento do bom colesterol. É o melhor tipo de azeite para ser usado em preparações quentes.

Vantagens e suas desvantagens: Ana destaca que o azeite virgem pode suportar o aquecimento de até 180 graus sem perder as suas propriedades. É mais barato, e possui um sabor menos acentuado e com menos propriedades, mas pode ser usado no preparo de pratos quentes.

 Óleo de coco extra virgem

É o óleo extraído do coco e é essencialmente e composto por gorduras, e em maior parte pela saturada. Porém, os triglicerídeos são de cadeia média (TCM), e não de cadeia longa, por isso, são mais bem absorvidos pelo nosso corpo, principalmente no fígado, sendo logo convertidos em energia e não acumulados em forma de gordura no corpo.

Vantagens e suas desvantagens: é um óleo que tem oferecido diversos benefícios à nossa saúde. De acordo com Vanessa, é uma boa opção para cozinhar, pois não produz produtos tóxicos e suporta altas temperaturas.

Banha de Porco

Você já deve ter visto a massa de gordura que fica sobre um pedaço de toucinho, aqueles pequenos mesmo que compramos no mercado, basicamente pegar aquela gordura e derreter no calor sem nenhum ingrediente é o formato correto de produzir a banha de porco.

Quando uma empresa ou fábrica faz o produto para sua venda em massa, muitas vezes não mantém as suas proteínas e busca fazer de 1kg de banha, 10 litros de banha pronta. Mais se você que uma dica compre toicinhos de porco para retirar a gordura, você terá mais sabor na sua alimentação.